Saiba como vai funcionar a Liga de Overwatch

Saiba como vai funcionar a Liga de Overwatch

Os times agora são franquias.

As cidades terão um time principal que será gerido por um “dono” porque entre aspas, simplesmente porque ele só licencia o uso da franquia. A dona do time é a Blizzard, se ela quiser tirar de um dono e vender pra outro ela pode.

Um exemplo fácil de entender é o seguinte: Chicago (cidade) Bulls (franquia) e Golden State (cidade) Warriors (franquia), ambos da NBA (Basquete), isso significa mais de um time por estado, ate mesmo mais de um time por cidade, sendo que nesse caso  esses time teriam que disputar entre si para ter somente um time representante por cidade. Veja o mapa dos times da NBA espalhados pelos estados dos EUA como exemplo:


Mapa dos times da NBA nos seus respetivos estados. 
 
No Brasil podemos da o seguinte exemplo: ter um time ‘São Paulo Keep’ ou um ‘São Paulo Dragons’,  esse time é subsidiado pela Blizzard e gerido pelo dono que em teoria é o responsável por investir e manter o time funcionando com alto nível de qualidade, o que foi descrito pela Blizzard de “estabilidade”.
Liga
Pelo que foi explicado no vídeo da Blizzard, as conferências serão grupos continentais e regionais:
  • Américas;
  • Europa;
  • Coréia do Sul;
  • China;
  • Ásia/Região do Pacífico.

Essas regiões terão diversas cidades escolhidas para receberem franquias (times). Essas franquias disputarão eventos regionais (continentais, no caso da Europa, Américas e Ásia/Região do Pacífico) e irão se credenciar para a disputa dos playoffs.

Ou seja, esses eventos regionais, continentais serão qualificatórias. O que vai ser um quebra pau, serão as partidas em LAN, com os melhores times de cada região.

 O processo de draft da Overwatch League é o que chamamos de COMBINE , um mecanismo de validação que permitirá aos donos de franquia escolherem e montarem um time baseado em um grupo de jogadores previamente selecionados. Esses jogadores serão testados e serão escolhidos por cada franquia para compor sua line.

Haverá um período de testes para os time onde poderá trocar seus jogadores esse jogadores ponderam ser substituído por outro do cardápio da COMBINE. Após esse período de avaliações, as franquias estarão elegíveis para participar da liga.

CONTRATOS

De início, é muito provável que todos os jogadores de uma determinada região terão o mesmo salário.

A liga passa a ter direitos totais e possivelmente exclusivos da imagem dos jogadores.

Assim, patrocínios pessoais não devem ser permitidos ou serão regulamentados direto pela Blizzard. E se o jogador o fizer, parte do dinheiro arrecadado vai para Blizzard, mesmo que de fato ela nada participe da ação na qual o jogador esteja envolvido, porque ela é “dona” da marca “jogador”.

Por fim sabemos que esse novo modelo que a Blizzard esta aplicando no cenário de E-sport, é novo e com certeza tem pontos positivos e negativos que abordaremos em outra Matéria. (em breve)

Confira mais notícias de Overwatch aqui.


 

Comentários

hydrahouse-com-br